NO CORAÇÃO
DO LANGUEDOC

A história do Château de Gragnos é, antes de tudo, a história de uma região, a Provence, e de um vinhedo: o Languedoc. Um encontro entre um estilo de vida no coração de um patrimônio excepcional e um savoir-faire vinheiro de mais de dois mil anos.

O LANGUEDOC E, EM SUA ESSENCIA, UMA TERRA DE CULTURA.
UMA COMBINAÇÃO DE ARTE E DE TERROIR.

A ALMA DO SUL DA FRANÇA

Situado em Saint-Chinian, o Château de Gragnos está no coração da riqueza cultural do Sul da França. Um patrimônio único que reúne uma história e um estilo de vida com origens na Antiguidade. Há 2000 anos, a Gália Narbonense era uma das províncias mais importantes do Império Romano. Cidades como Arles, Nîmes ou Narbonne concentravam as atividades da época e desencadearam um esplendor cultural que permanece ainda hoje.

A ALMA DO SUL DA FRANÇA

A esta herança histórica acrescentam-se as influências regionais da Provence. O Château de Gragnos está situado na Occitânia, no coração do Pays Cathare, nas portas da Provence. Um patrimônio único, entre cultura e natureza, garantia de autenticidade, de savoir-faire e de refinamento.

UM VINHEDO MILENAR

Com uma cultura da vinha anterior ao Império Romano, o vinhedo do Languedoc é um dos mais antigos do mundo. Situado entre a costa mediterrânea e os contrafortes das Cévennes, a região apresenta uma variedade de terroirs particularmente propícia ao cultivo da vinha. Considerada a maior região vinícola da França, é mundialmente reconhecida por seus “Grands Vins du Languedoc”, registrados como appellations d’origine contrôlée (AOC), os vinhos de Denominação de Origem Controlada. Contando com 18 para a região, os AOC delimitam as melhores zonas de produção, entre as quais a do Château de Gragnos, com a prestigiosa denominação “Saint-Chinian”.

UM VINHEDO MILENAR

Dividido em duas partes, o terroir do AOC Saint-Chinian representa a quintessência dos vinhos do Sul da França. Ao norte, sobre um solo xistoso, a expressão dos vinhos produzidos é profunda, expressiva e voltada para as frutas. Vinhos que lembram os aromas da garrigue (vegetação mediterrânea). Ao sul, onde se situa o vinhedo do Château de Gragnos, os solos argilosos-calcários produzem vinhos mais sutis e menos encorpados. Vinhos elegantes, estruturados e com múltiplas qualidades.